Estação Onze não é um romance pós-apocalíptico

A ficção científica é um novo ponto de vista. Não é uma previsão, mas um exercício de imaginação baseado no presente.

Na introdução do seu livro, A Mão Esquerda da Escuridão, a Ursula K. Le Guin (cito esta autora porque graças a ela o meu interesse pelo género cresceu) explica melhor o género:

“Toda a ficção é uma metáfora. A Ficção científica é uma metáfora. O que a separa de formas mais antigas de ficção parece ser o uso de novas metáforas, tiradas de alguns grandes dominantes da nossa vida contemporânea”

Com esta breve, brevíssima introdução sobre a ficção científica passo directamente para o livro que me motivou a escrever este texto Estação Onze de Emily St. John Mandel.

Se clicares nas palavras que encontras a vermelho ou nas imagens encontrarás curiosidades, textos relacionados, novas ou revistadas leituras 📚🦊
CHLOÉ POIZAT

…Houve a gripe que explodiu como uma bomba de neutrões sobre a superfície da Terra e o choque do colapso que se seguiu, os primeiros anos inenarráveis quando toda a gente viajava, antes de toda a gente se aperceber de que não havia lugar para onde se pudesse ir…

Vou começar a falar deste livro partilhando o que para mim ele não é. Estação Onze não é um romance pós-apocalíptico sobre os efeitos devastadores de um vírus que encolhe a população mundial até restar 1% de “afortunados” sobreviventes. Não procurem um ritmo trepidante num novo mundo surpreendente com tom lúgubre e violento. Este livro não querer entrar nesse clube, só pretende contar uma história humana de forma aparentemente simples.

Em a Estação Onze podemos encontrar uma reflexão sobre a essência do que é ser humano, como protegemos esse espírito e de que forma dá-mos forma as redes que nos unem as outras pessoas. Este romance  explora umas personagens as quais lhes resta apenas a beleza das coisas pequenas, um lugar onde já não há nada que distraia e tudo é sobrevivência. Um mundo onde as personagens só se preocupam por aquilo que importa de verdade mas que mantêm um pé no passado que parecia impossível de perder e um pé no futuro que apesar de terrível, não parece dar medo. Mesmo assim sobreviver não é suficiente. A existência precisa de outros espaço nos quais se expressar, já seja num teatro, numa banda desenhada, em cartas escritas a uma amiga que nunca nos responde.

Estação Onze, Editorial Presença, Emily St. John Mandel

Estação Onze é um livro intimista que procura despir as suas personagens, deixando a sua vida e as suas decisões nas mãos da leitora/o de forma pausada e até aprazível. As suas armas são um tremendo domínio de várias linhas argumentais que funcionam em décadas diferentes mas de forma paralela, quase como círculos concêntricos que unem as personagens. É uma história que não querer avançar já que a humanidade ficou suspensa após um sucesso que desencadeia um cataclismo. Por muito que a mudança seja inevitável e uma das poucas coisas que temos seguras na vida, também não nos podemos desembaraçar da memória. Emily St. John Mandel  tem um estilo que combina a simplicidade com as longas descrições que fluem numa espécie de efeito cascata que me pareceu eficaz e atractivo. A prosa não é a protagonista óbvia mas contribui a dar uma personalidade especial a este romance.

Resultado de imagem para Emily St. John Mandel

Por último (não entrando em detalhes sobre as personagens porque são o que realmente importa e gostava que fossem vocês a descobrir a sua rede) o que não deixa este romance ser perfeito, na minha opinião, é que uma das suas personagens é um pouquinho cliché e outra podia estar mais desenvolvida. Fiquei com vontade de mais. De mais páginas talvez!? Ter ficado com vontade de mais é algo positivo, não!?! 😊

Estação Onze é um romance que gostei de ler e vocês? Alguém já leu? Não hesitem em partilhar a vossa opinião nos comentários, sinto que é um livro que vai agradar a muitas leitoras e leitores por razões diversas e tenho curiosidade de conhecer as vossas impressões. O que me dizem?

Texto escrito

 

 

Anúncios

A tua opinião é importante

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s