O quarto próprio 2018

 

[texto escrito dia 1 de Novembro 2017]

Imagem intercalada 2

Nos dias 30 e 31 de Outubro celebramos o segundo aniversário da Confraria Vermelha. O segundo ano de vida, foi um ano de muita luta. 

Ter uma livraria tradicional e especializada em literatura escrita por mulheres (única em Portugal) na era da informação, do digital e da gentrificação é um desafio constante e por vezes as forças fraquejam. 

As livrarias tradicionais perdem a cada dia um pouco de espaço neste mundo moderno que tende afastar-se da experiência de comprar e procurar livros.

O modelo tradicional de livraria luta contra os espaços de lazer em que se estão a transformar as livrarias para captar clientes. Mas e as/os leitoras/es? 

Nas livrarias tradicionais (ainda temos algumas no Porto não vamos perde-las, pois não?!!) ajudam as pessoas que as visitam a desconectar do mundo moderno cada vez mais virtual e a conectar com o mundo real e ampliar os contactos pessoais.

Neste segundo ano de vida, vi como a Confraria se foi transformando num espaço de encontro, por uma razão muito simples: o prazer de ir a uma livraria, de encontrar um livro que procuravas ou não, de conversar com a livreira e saber dos últimos lançamentos ou com outras/os leitoras/os que lá encontraste. 

O mantra das livrarias tradicionais é muito simples: na era digital, as livrarias têm de ser um refugio para o excesso de informação.

Na Confraria Vermelha celebramos a cura humana aos/dos algoritmos e o silêncio de estar entre livros.

Animamos as/os leitoras/os a usar a intuição para comprar livros e por momentos alienar-se do síndrome ‘síndrome Starbucks’: estar conectado constantemente e a beber café. 

As livrarias tradicionais e especializadas vão fechando um pouco por todo o mundo, a industria cultural tem optado por desenhar aglomerados de espectáculos, actividades, café, pastelaria e wifi e os livros ficam ali no cantinho. 

Os nossos livros não querem ficar num cantinho. O livro será sempre o ponto de encontro entre a curiosidade, as ideias e a cultura.

A livraria Confraria Vermelha é uma livraria à moda antiga, aposta tudo no livro, claro que se as nossas/os leitoras/os querem um café e umas bolachinhas caseiras, nós oferecemos mas os livros são os protagonistas. 

São eles que estão à porta a convidar as/os transeuntes a entrar e oferecer-lhes um tempo de respiro criativo no coração do Porto e que se estende um pouco a outros recantos geográficos. 

Queremos ter-te ao nosso lado daqui a 365 dias para soprar as três velas do bolo de aniversário. 

Para nos ajudares a transformar estes 2 anos em 3, basta fazer-nos uma visitar e deixar que a tua intuição te guie para comprar um livro. 

A melhor maneira de celebrar o aniversário de uma livraria é comprando um livro. 

Até dia 3 de Novembro todas as compras online têm um presente. 

E assim de livro em livro vamos somando anos de vida e lutando contra a era digital, da aglomeração cultural e da gentrificação. 

#juntasfazemosacontecer

Um abraço

Anúncios