1 Ano a Combater o Man Explaining na Confraria Vermelha Livraria de Mulheres

Desde Abril de 2015, data em que inauguramos a Confraria Vermelha Livraria de Mulheres ONLINE, que esta iniciativa mexe com emoções e fere susceptibilidades.

Há pessoas, na sua maioria homens, que por cá têm passado, que teimam em explicar-nos que as desigualdades no mundo cultural, com foco na literatura no caso desta iniciativa, na realidade, não são um fenómeno de género.

Ao longo deste ano, a Confraria tem realizado iniciativas (e vai continuar a fazê-lo) tentando fazer ver que este posicionamento, este insistir dos homens em menosprezar as experiências que as mulheres dizem ter, é cair precisamente nesta desigualdade que a Confraria pretende visibilizar, denunciar e combater.

Emoções e susceptibilidades aos molhos

Confraria_Vermelha_Livraria_Mulheres (2)
25 de Abril ’16 1º aniversário da Confraria Vermelha Livraria de Mulheres ONLINE

Ser alvo de condescendência não é uma experiência que decidimos ter porque somos mulheres, não é uma escolha nossa e por conseguinte não temos culpa das atitudes condescendentes dos homens parvos.

As mulheres adoramos que as pessoas nos expliquem coisas que não sabemos e que nos despertam interesse; mas quando nos explicam coisas que sabemos, que sentimos e vivemos no nosso dia-a-dia e que essas pessoas não sabem, é que a conversa corre mal!

A Confraria não nasceu com o objectivo de considerar as mulheres incrivelmente oprimidas e de lhes atribuir o papel de vítimas. A Confraria Vermelha Livraria de Mulheres nasce e deseja crescer como um espaço onde visibilizamos, denunciamos e combatemos estas atitudes, estas formas de proceder que para nós são o ponto de partida que abre espaço para homens e o fecha às mulheres.

Espaço para sermos ouvidas, para termos direitos, para participar, para ser respeitadas, para sermos pessoas plenas e livres. É assim que no discurso civilizado, o poder se exprime, o mesmo poder que, no discurso não-civilizado e em actos físicos de intimidação e de violência e muitas vezes, na maneira como o mundo está organizado, silencia, apaga e destrói as mulheres, enquanto iguais, enquanto participantes, enquanto seres humanos com direitos, e demasiado amiúde, enquanto seres vivos.

A REVOLUÇÃO (batalha) para nós, mulheres, continua. Diariamente lutamos, pelos 4 cantos do mundo, para sermos tratadas como seres humanos com direitos à vida, à liberdade e à participação nas áreas culturais e políticas.

Nestes meses de Confraria, ficamos surpreendidas, como esta iniciativa cultural/literária acaba por dar espaço à discussão a todo tipo de desigualdades e violências. Isso fez-nos perceber, que sem dúvida alguma, existe uma relação que vai desde a miséria social “menor” ao silenciamento violento e à morte violenta. Um padrão que insistimos em não ver.

Cada vez mais acreditamos que compreenderíamos melhor a misoginia e a violência contra as mulheres se olhássemos para o abuso de poder como um todo, e deixássemos de ver a violência doméstica, o feminicídio, o assédio, a intimidação, online, em casa, no local de trabalho ou na rua como agressões particulares. Só vendo-as como um todo o padrão se tornara visível. O machismo oprime. O machismo separa. O machismo mata.

Ter o direito de aparecer e de falar é fundamental para a nossa sobrevivência, para a nossa dignidade e para a nossa liberdade. Sentimo-nos gratas por ter ajudado a criar este quarto próprio que é a Confraria Vermelha Livraria de Mulheres e de partilha-lo diariamente com tantas mulheres.

Para celebrar 1 ano online de Confraria Vermelha Livraria de Mulheres alargamos o nosso quarto próprio até ao youtube com a Confraria TV»»

Anúncios

A tua opinião é importante

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s