Oficina – A Condição Feminina na literatura do séc. XIX

Oficinas Confraria Vermelha 2018 – (des)formação
Temos muita vontade de pensar e debater sobre literatura, sobre a nossa sexualidade, sobre o (nosso) género e a nossa posição no mundo.

Витторио Коркос. Мечты. 1896 © Национальная галерея современного искусства, Рим / Джованни Больдини. Художник Belle ÉpoqueA meados do séc. XIX a voz das mulheres começa a fazer-se ouvir, as mulheres começam a organizar-se para reivindicar direitos e humanidade.  O movimento sufragista ganha notoriedade… as reivindicações das mulheres como cidadãs livres e capazes intelectualmente toma força no debate público ao ponto de nomearem de A Questão Feminina todas as reivindicações das mulheres e das sufragistas.

A Questão Feminina (ou as questões) toma as ruas, as praças,  a política e também a literatura. As opiniões dividiam-se entre os que viam como justas as reivindicações femininas e os que as condenavam ou  ridicularizavam por considerar que supunham um perigo para toda a sociedade.

Conversar sobre romances, autores/as, personagens.

Esta oficina pretende rever e debater sobre como a condição da mulher ficou descrita na literatura da segunda metade do séc.  XIX e inícios do séc.  XX.

Não pretendemos chegar a conclusões fechadas sobre o tema mas sim abrir caminhos de aproximação sobre a questão feminina  através da óptica literária, da mulher do devir e da leitura de cada leitora/o.

Витторио Коркос. Мечты. 1896 © Национальная галерея современного искусства, Рим / Джованни Больдини. Художник Belle Époque

Vamos explorar os seguintes pontos:

  • A vida quotidiana das mulheres
  • A dependência económica
  • Casamentos prematuros/conveniência
  • O adultério
  • As mães solteiras
  • A educação das mulheres
  • As profissões das mulheres
  • A violência contra a mulher

Quando?

Datas: 16, 23 e 30 de Janeiro 2018
Horário: das 19h às 21h
Duração total da oficina: 6h

Preço e inscrições

Inscrições até 12 de Janeiro

Normal: 40€
Sócias de vida e estudantes: 30€

email de inscrição: livrariaconfraria@gmail.com

Para quem é esta oficina

Para todas aquelas pessoas interessadas em conhecer a História desde uma perspectiva de género e viajar pela literatura do século XIX.

Coordenadora

Aida Suárez é gestora cultural, formadora e livreira, tendo trabalhado também como bibliotecária. Nos últimos anos centra a sua atividade profissional na formação livre em literatura e línguas, formações desenvolvidas entre a teoria e a prática, sempre com metodologias participativas. Desde 2015  coordena o projeto de divulgação literária, a Confraria vermelha Livraria de Mulheres.

Anúncios