Tenho a ideia de criar um book nook para mim há muito tempo.

Hábitos de Leitura

Tens algum lugar específico para ler em tua casa?

Para já não, mas estou a mudar de casa e vou criar um cantinho de leitura, com sofá e boa luz, almofadas e mantas. Tenho a ideia de criar um book nook para mim há muito tempo.

Utilizas marcador de livros ou um papel ao azar?

Uso marcadores quase sempre, tenho imensos e faço colecção.

Podes parar a leitura ou tens que parar em momentos concretos como o fim de um capítulo ou um número determinado de páginas?

Paro a qualquer momento, como normalmente leio nos transportes e enquanto tomo o pequeno almoço, costumo ter que parar quando chego ao trabalho e (infelizmente) tenho que parar de ler para trabalhar. Não tenho obsessão nem faço questão de terminar capítulos ou ler X nº de página.

Comes ou bebes durante a leitura?

Só quando estou a tomar o pequeno almoço, antes do trabalho. Se estiver só a ler não preciso de comer nem beber. Tenho aquela ideia bonita de estar a ler com um copo de vinho ou de chá mas depois nunca me lembro de o fazer.

Vês televisão ou ouves musica durante a leitura?

Se for nos transportes posso ir a ouvir música enquanto leio mas normalmente tento que seja numa língua diferente daquela em que estou a ler ou que a música não me interrompa. Se o livro me motivar o suficiente consigo estar a ler com TV ligada também.

Um livro de cada vez ou vários ao mesmo tempo?

É muito frequente eu pegar e começar vários livros ao mesmo tempo mas depois na prática acabo a ficar mais com um e largar os outros. Por isso diria que um de cada vez se for ficção. Não ficção normalmente leio sempre acompanhado com mais algum, mas também depende de quanto me absorve a leitura.

Ler em casa ou em qualquer lugar?

Leio normalmente fora de casa, o lugar onde mais leio são transportes públicos. Quero poder criar espaços e tempos para ler mais em casa e também em jardins 8. ler sempre na minha cabeça

Ler em voz alta ou na tua cabeça?

Ler sempre na minha cabeça.

Alguma vez lês páginas posteriores ou saltas algumas?

Sim, faço isso constantemente. Ando para trás para ler uma passagem que já li ou porque quero recordar, ou porque ouve alguma palavra que me ficou, ou porque quero só aquela frase ou ideia de novo, ou porque como escrevo preciso de sentir aquela passagem, não sei. Ando também muitas vezes para a frente. Eu sou uma pessoa que não se importa nada com spoilers e saber o que acontece mais à frente tem o efeito de me fazer querer ler ainda mais e por isso às vezes salto páginas e depois volto atrás e leio de seguida ou muitas vezes vou ver o fim do livro, a última frase, e depois leio até lá.
Vincar a lombada ou deixar o livro como novo?

Vincar, andar com ele na mala, andar com ele por todo o lado, os meus livros quando os acabo parece que andaram na guerra e eu não me importo. Adoro um livro com ar lido, com ar de que foi lido, amado, emprestado, repassado, eu sei lá. Um livro lido é completamente diferente de um novo nunca lido. Fica com uma parte de nós, conseguimos ver o quanto foi gostado por nós quando o olhamos na estante. Sei que há leitores que odeiam isto – o meu irmão mostra o seu profundo amor aos livros deixando-os imaculados depois de os ler, eu faço o oposto, os dois amamos livros.

Escreves ou sublinhas os livros que lês?

O meu livro preferido está todo sublinhado, páginas dobradas na ponta, notas de lado, enfim, tudo. Mas foi porque também escrevi sobre ele, fiz um trabalho sobre ele. Se estiver só a ler ficção não tendo tanto a sublinhar, mas nos livros de não ficção sou incapaz de não sublinhar. Ficção consigo, mas se às vezes gosto de uma citação, faço dog ear (dobra o cantinho do livro) à página em cima.

 

Inês Rolo a ler desde 1992. A Inês também escreve podes lê-la aqui ou segui-la no Goodreads.

Anúncios

2 thoughts on “Tenho a ideia de criar um book nook para mim há muito tempo.

  1. Almerinda Bento

    Olá,

    Também posso responder a este inquérito?

    Beijos

    Almerinda Bento

    “Quanto mais se envelhece, mais se sente que saber gozar o presente é um dom precioso, comparável a um estado de graça.” Marie Curie em carta à filha Irène em 1928

    ________________________________

    Gostar

A tua opinião é importante

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s