Queres Perrear?

Itziar Ziga e o não indulgente Devenir Perra

foto gamada descaradamente a revista andaina, que fez uma entrevista a Itziar Ziga e que podem ler aqui»»

Devenir Perra é um daqueles livros que não nos permitem ficar indiferentes.

A sua autora Itziar Ziga tem uma escrita /narrativa provocadora, directa, activa, feminista.

Em Devenir Perra apresenta as suas opiniões sobre a construção de género, feminismo mas também o seu conceito de feminidade, através de várias entrevistas ao que ela define de cadelas. E fá-lo desde uma perspectiva de classe e de género.

Com este livro Ziga procura desconstruir os conceitos de género, de masculino e feminino. Disparando à queima-roupa contra o binarismo imposto pelo sistema. De forma muito interessante o livro vai contra tudo aquilo, que muitas vezes dentro do feminismo e de muitos movimentos políticos se vê como o politicamente correcto, como por exemplo a discrição na forma de vestir.

A escritora pergunta-se, porque é que o feminismo tem que ser tão puritano em muitos aspectos, como por exemplo o sexual. Ela encara esta forma de se mostrar como um desafio não só aquilo que é politicamente correcto mas também para provocar as reacções machistas e colocar sobre a mesa o sexismo imperante na sociedade. A radicalidade na sua maneira de vestir, provocando não só os mais puritanos mas também os sectores do feminismo mais politicamente correcto, é uma maneira que a autora tem de se revelar contra as imposições de género.

Achei interessante a forma como a autora se posiciona perante a prostituição, deixando claro que a negação da prostituição como um trabalho e a sua criminalização é o que ajuda as mafias a poder continuar a sua acção. Ela também se posiciona claramente contra os sectores de proibição da prostituição e do lado das prostituas, pois entende que a proibição não é a solução para melhorar as condições das suas vidas.

Outra coisa que também destaco da leitura de Devenir Perra é a defesa que a autora faz do hijab e do direito das mulheres em usa-lo, se assim decidirem. Ziga faz uma análise de como se usa a roupa para oprimir as mulheres, seja qual for a peça. Salientando que muitas vezes os sectores que criticam as mulheres que querem tapar a cabeça são os mesmos que criticam as que levam as saias muito curtas. Ela identifica que por trás da polémica do uso do hijab se esconde a islamofobia. Para a autora, o problema, não é usar ou não usar o hijab mas sim impor as mulheres leva-lo ou não leva-lo.

A escrita de Devenir perra é fresca e sem floreados, consegue conectar com muitas ideias que se deveriam colocar sobre a mesa.

80

BANNER comprar 10

#JUNTASCONTINUAMOSAFAZERACONTECER

Um abraço da vossa livreira vermelha,

Image and video hosting by TinyPic

Anúncios

A tua opinião é importante

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s