“Escritoras, Escritas, Escrituras”

Hoje 12 de Março, abro a caixa do correio e encontro um embrulho: Um livro enviado por uma amiga.

8572442561 “A conquista do território da escrita, da carreira de letras, foi longa e difícil para as mulheres no Brasil. Tanto que, ainda hoje, ouvimos Hilda Hilst, escritora brasileira contemporânea, afirmar que a atividade de escrever requer muito esforço; ou Rachel Jardim dizer, em ‘Cheiros e ruídos’ (1976), que demorou anos para descobrir a sua forma de expressão e se aceitar como escritora, pois colocara sua necessidade de criar na casa e na combinação dos pratos que servia; ou ainda Zélia Gattai, em ‘Anarquistas graças a Deus’ (1982), pensando no que diria sua mãe ao ler o livro: ‘Que menina atrevida! O que não vão dizer!’.”

“Escritoras, Escritas, Escrituras”, Norma Telles IN: “História das Mulheres no Brasil”, Mary del Priore (org.).

 CONFRARIA VERMELHA - LIVRARIA DE MULHERES
Não se esqueçam que continuamos em contagem decrescente 
para fazermos acontecer juntas.
Temos 3 dias para tornar este projecto uma realidade.
APOIA»» e anima os teus amigos e amigas a fazer o mesmo.

Um abraço da vossa livreira vermelha ;)

Image and video hosting by TinyPic

© Confraria Vermelha – Livraria de Mulheres, 2015

Anúncios

A tua opinião é importante

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s